195. Coordenadas Geográficas e GPS

Nosso texto de hoje aborda uma parte da Cartografia, ciência chave para a Geografia. Dentro dela, estão as coordenadas geográficas, base para a localização mundial, fusos horários e o funcionamento do Sistema GPS.

Em nosso texto 80, abordamos de forma superficial o assunto. O post atual tem como objetivo um aprofundamento maior nesse tema tão importante.

Histórico

O sistema de coordenadas é bem mais antigo do que se imagina. Teve origem no remoto século 3 a.C., através de Erastóstenes, que dividiu a Terra em paralelos e meridiano. Nascido em Cirene (colônia grega onde hoje é a Líbia), foi um daqueles virtuoses da ciência, sendo matemático,  gramático, poeta, geógrafo e astrônomo na Grécia Antiga.

Erastótenes (276-194 a.C.) usou a trigonometria para calcular a circunferência da Terra naquele remoto momento, calculando a diferença dos ângulos entre os raios solares e as cidades de Aswa e Alexandria.  Chegou ao resultado de 28.000 milhas, ou 45 000 km. Uma precisão bastante interessante para aquele tempo, já que o valor real é de 40.076 Km.

.

Um século mais tarde, o grego Hiparco traçou meridianos pelo planeta em um arco de 360º, perfazendo todo o globo, exatamente como ocorre hoje.

Esses fatos comprovam que os seres humanos já tinham ampla noção do formato da Terra bem antes da Idade Média.

Com o passar dos séculos, o sistema que ainda era bem precário e impreciso, se tornou algo tão moderno quanto o preciso Sistema GPS usado pelo Governo norte-americano em ataques militares.

Coordenadas Geográficas

O sistema consiste em linhas imaginárias que atravessam todo o globo, de forma que, ao se cruzarem, formam um ponto, uma localização. Dessa forma, qualquer lugar da superfície terrestre tem um endereço. Só que, diferente das cidades, onde temos ruas, avenidas e bairros, no caso das coordenadas temos uma latitude e uma longitude.

Latitude

É fornecida pelas linhas imaginárias conhecidas como Paralelos. O nome deriva do fato de serem circunferências que nunca se encontram. A maior delas se chama Equador, e divide a Terra em hemisférios Norte e Sul, representados, respectivamente, pelas letras N e S.

Desenho mostrando o motivo da latitude ser medida em graus. Imagem: Internet.

.

A Latitude varia de 0º na Linha do Equador até 90º Norte e 90º Sul. Uma das perguntas mais frequentes é o o que significam esses graus. Quando falamos que Belo Horizonte está localizada na Latutide 19º Sul, significa uma triangulação. Nesse caso, entre BH, o núcleo da Terra e a Linha do Equador, forma-se um ângulo imaginário de 19º para o Sul.

Longitude

Desenho explicando o motivo da longitude ser medida em graus,. Imagem: Internet.

É fornecida por linhas imaginárias conhecidas como Meridianos. São semicírculos idênticos, conectando os dois polos. Eles dividem a Terra como gomos de uma mexerica.

O principal meridiano é o do Greenwich, dividindo a Terra em dois hemisférios, Leste e Oeste. Em português são representados pelas letras L e O. Entretanto, em inglês, idioma internacional, são representados por E (East – Leste) e W (West – Oeste).

Assim como a latitude, também é medida em graus. A triangulação continua, porém, muda-se a referência. Usando novamente BH como exemplo, a cidade possui longitude 43º Oeste pelo fato de formar um ângulo entre ela, o núcleo da Terra e Greenwich.

Em nosso texto 80, sobre fusos horários, explicamos os motivos que levaram o meridiano de Greenwich a ser escolhido como o divisor mundial, confiram.

Importante

Uma pergunta recorrente é se o local observado estiver entre dois graus, por exemplo, entre o paralelo 1 e 2. Lembramos que os graus são subdivididos em minutos, que por sua vez, são também fracionados em segundos. Dessa forma, a localização de uma coordenada se torna bastante precisa.

1° Equivale a 60 minutos. Cada minuto equivale a 60 segundos. Imagem: Internet.

.

Como exemplo dessa precisão, Belo Horizonte possui latitude 19º 55′ 15” S, ou, 19 graus, 55 minutos e 15 segundos Sul. Obviamente, levando-se em consideração o centro da cidade. 

GPS

Sistema de Posicionamento Global ou GPS, Global Positioning System em inglês, é um sistema de localização criado pelo Departamento de Defesa Norte-Americano. Também é conhecido como NAVSTAR, acrônimo do inglês NAVigation Satellite with Time And Ranging.

O projeto teve início em 1973, com o objetivo militar de possuir maior exatidão nos ataques, além de possibilitar melhor localização e deslocamento.

Funcionamento

Para seu funcionamento são necessários 24 satélites em órbita, de forma que, em qualquer local do planeta, pelo menos 4 estejam conectados ao seu aparelho. Além desses, ainda existem 3 satélites reservas em caso de defeito dos titulares.

Os 3 conjuntos de equipamentos necessários para o funcionamento do Sistema GPS. Imagem: Internet.

.

Outros componentes importantes são as estações de controle e monitoramento dos satélites, 5 espalhadas pelo planeta. A função primordial delas é sincronizar as informações enviadas por cada equipamento em órbita. O que nos conecta a toda essa tecnologia são os receptores GPS, presentes em nossos smartphones.

Clique para ampliar. Estações de monitoramento e o controle central em Colorado Springs. Imagem: Vaz Tolentino.

Uso Civil

Ainda na década de 1990 foi disponibilizado gratuitamente para uso civil. Está presente em todos os Smartphones da atualidade. É tão importante que se tornou imprescindível para o transporte em geral. Com mapas das cidades e estradas digitalizados, os aparelhos conseguem nos guiar até nossos destinos, além de nos dar a melhor rota em relação ao transito, algo impensável alguns anos atrás. 

Os Smartphones atuais possuem GPS, ajudando bastante nos deslocamentos e localizações. Imagem: Internet.

.

Existem suspeitas de que, em caso de uma guerra de espectro mundial, o serviço seja interrompido, ficando somente os norte-americanos atendidos. Faz sentido, já que é uma tecnologia deles, monitorada e financiada pelos impostos de seus cidadãos. 

Outros Sistemas

Logo do sistema russo de localização. Imagem: Internet.

.

Além do GPS norte-americano existem outros sistemas de posicionamento, como o GLONASS russo. Parece-nos evidente que o país de Vladimir Putin não quer confiar na boa vontade yankee em caso de algum conflito. Além deles, outros programas estão em implementação, como o Galileo da União Europeia e o Compass chinês.

Ninguém quer depender de Donald Trump.

Espero ter aumentado seu conhecimento. Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 27.03.2018

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *