42. Espanha na África?

Nosso último texto abordou as migrações de africanos para a Europa, mas você sabia que a Espanha possui dois territórios (cidades) no continente africano?

Ceuta e Melilla são duas cidades autônomas espanholas situadas em plena África, mais especificamente no Marrocos. Como estão cercadas por território marroquinos, são considerados enclaves¹ europeus.

Enclaves de Ceuta e Melilla no Marrocos<br>Reprodução: Taringa.Net

Enclaves de Ceuta e Melilla no Marrocos
Reprodução: Taringa.Net

.

Origem

O Marrocos foi protetorado² espanhol de 1912 a 1956, quando conquistou a independência.

Analisando a relação do Marrocos com a Espanha neste período, o historiador marroquino Mustafa Buaziz, escreve em reportagem do site Terra:

“Trouxe ao país o modernismo, entendido em seu aspecto material: tecnologia, comunicações, urbanismo e infraestruturas. No entanto, não trouxe modernidade, ou seja, uma mudança nas mentalidades e uma concepção do Estado como contrato social, com uma legitimidade que emane do povo, uma educação universal e o sentido de uma cidadania que goza de igualdade de oportunidades“, continua o historiador.

Nenhuma novidade, como sabemos bem por aqui, ser colônia de país europeu não significa desfrutar de uma sociedade mais evoluída socialmente. Muito pelo contrário.

Após a independência do Marrocos, a Espanha se foi, mas não abriu mão de territórios, em posição estratégica no Mar Mediterrâneo. Atualmente, Marrocos reclama a posse destes territórios no que é considerado uma das situações mais absurdas sobre posse territorial internacional e que, neste caso, não possui sustentação jurídica e nem histórica. Ceuta e Melilla são os principais.

Possessões Espanholas no Norte da África

Possessões Espanholas no Norte da África
Reprodução: GeoCurrents.Info

.

As duas cidades foram, por muitos anos, a porta de entrada de imigrantes africanos na Europa, já que, ao entrar nestas cidades, você já está dentro da União Europeia.

Ceuta

Localiza-se no Estreito de Gibraltar, portão de entrada do Mar Mediterrâneo, possui 18,5 Km² e 82 mil habitantes. A população é, na maioria, de origem espanhola cristã e tem outras minorias como muçulmanos vindos do norte da África (Magreb), judeus e uma minoria hindu.

Estratégico porto de Ceuta. Imagem: Wikipedia

.

Melilla

Tem pouco mais de 12 Km² e cerca de 65 mil habitantes. A população segue o mesmo padrão de Ceuta. É um importante centro turístico da Espanha.

Marina de Melilla. Imagem: Internet.

.

Desde que faz parte da União Europeia, a Espanha constrói muros, cercas e aumenta o efetivo do exército nessas localidades para conter a entrada de imigrantes ilegais. Como as fronteiras entre o Marrocos e estas cidades são relativamente pequenas, elas se tornaram verdadeiras fortalezas.

Melilla_en

Cerca no entrono de Melilla. A cidade acaba se tornando uma fortaleza. Imagem: internet

.

A foto abaixo mostra as duas fileiras de grades que cercam toda a cidade de Melilla.

Visual da Cerca no entorno de Melilla. Imagem: Internet.

.

Obviamente, não se resolve problemas com muros, em 2014, por exemplo, o centro de acolhida de imigrantes de Melilla apresentou um índice de lotação quase quatro vezes maior que a sua capacidade. Em várias ocasiões, os africanos tentaram pular a barreira sendo presos e tomando tiros de borracha.

.

Imigrantes tentando pular as cercas de Melilla, sendo contidos pela polícia espanhola. Veja mais no site International Business times

.

A Espanha nada faz para melhorar a vida dos vizinhos marroquinos que vivem próximos a cidades, o que poderia diminuir o fluxo de imigrantes. O que o país espanhol fez foi anunciar um reforço aos muros que cercam os locais como pode ser lido em uma reportagem do site G1.

Uma adolescente africana foi flagrada tentando entrar no território de Ceuta dentro de uma mala. Correndo risco de sufocamento. Imagem e reportagem: Blasting News.

.

O texto de hoje prova mais uma vez que, mesmo considerados os mais evoluídos da Terra em termos sociais, os europeus continuam praticando os mesmos erros do passado. Tratam problemas humanitários com polícia, exército e cercas.

Espero ter aumentado o conhecimento de todos os leitores. Curtam nossa página no Facebook e compartilhem nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 14.06.2015

1Enclave – Em geografia é um território totalmente cercado por um território estrangeiro.

2Protetorado – território ou país que, no direito internacional, possui certos atributos de Estado independente, porém, sob outros aspectos, está subordinado a uma potência que decide sua política externa e tem a obrigação de o proteger e, às vezes, controla internamente seu governo, seu judiciário e suas instituições financeiras.

2 comments to “42. Espanha na África?”
  1. Boa noite. Ocorre o mesmo episódio com Gibraltar (Reino Unido dentro da Espanha), mesmo assim os habitantes não desejam a posse da Espanha no local, o que deve ocorrer com Ceuta e Melilla. Ganância em cima de ganância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *