44. Napoleão Bonaparte

Na última quinta-feira, dia 18.06.15, foi comemorado, com muito entusiasmo,  200 anos da batalha de Waterloo, conflito que marcou a derrota definitiva de Napoleão Bonaparte. Os dois próximos textos do nosso blog abordam a biografia deste incrível personagem da história. Odiado por muitos, venerado até hoje pelos franceses.

Napoleão Bonaparte. Imagem: Internet.

.

Napoleão Bonaparte

Nasceu na Córsega, ilha pertencente a França, no ano 1769. Em maio de 1779, aos 10 anos,  entrou na academia militar em Brienne-le-Château. Era um aluno muito dedicado a matemática e muito bom em geografia e história. Ao completar seus estudos em Brienne, em 1784, entrou para a Escola Militar de Paris, aos 15 anos, onde iniciou uma brilhante carreira militar.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/images/mapa-franca_270.gif

O Corso, como era conhecido, Napoleão nasceu na Córsega, ilha mostrada na imagem.
Reprodução: Internet.

.

Tendo participado ativamente da Revolução Francesa, onde ganhou notoriedade, teve uma carreira militar assustadoramente meteórica. Venceu os britânicos na batalha de Toulon e aos 27 anos se tornou o militar mais jovem a alcançar o posto de general. Tendo como tática fazer seus soldados se sentirem invencíveis, obteve sucesso em várias batalhas, ficando conhecido como um gênio militar.

Em 1799 aplicou o que ficou conhecido como “O Golpe 18 de Brumário”¹, derrubando os governantes da França e se tornando 1º cônsul do país, dando início um novo período na história francesa: a Era Napoleônica.

Coroação controversa

Mesmo já governando a França como cônsul, em 1804 Bonaparte resolveu se tornar  imperador, em uma coroação que já demonstrou o que viria pela frente. O líder francês convidou o papa Pio XII para ir a França coroá-lo, como demonstração da reaproximação da França com a Igreja Católica, separadas durante a Revolução Francesa. Foi a 1º vez na história que um Papa saiu de Roma para coroar um imperador estrangeiro.

De acordo com os rituais de coroação, o imperador deveria ajoelhar-se  frente ao representante da Santa Sé, que iria coroá-lo, demonstrando a superioridade do poder religioso sobre o poder temporal dos homens

O mais interessante é que, durante a cerimônia, cheia de príncipes europeus, o próprio Bonaparte tomou a coroa das mãos de Papa, e ele mesmo coroou sua esposa como rainha. Não satisfeito, pegou outra coroa e a colocou na própria cabeça, se auto proclamando imperador.

http://wwweducacionalcombr2.cdn.educacional.com.br/imagens/reportagens/napoleao/coroacao.jpg

Obra de Jacques-Louis David, pintada entre 1805 e 1807, retrata a coroação de Napoleão Bonaparte. Perceba que a coroa está nas mãos de Napoleão e não nas do Papa. Imagem: Internet.

.

Os presentes na Catedral de Notre-Dame ficaram perplexos, Napoleão demonstrou estar acima até mesmo da religião. Um novo ícone mundial surgia.

O Papa voltou a Roma e lançou um protesto, chamando o novo imperador de bastardo e anticristo da Europa.

Guerra

Em 1805, Bonaparte já tinha sob seu comando 600 mil soldados prontos para a guerra. Neste mesmo ano, junto com navios espanhóis, perdeu a batalha naval de Trafalgar² para a esquadra britânica, comandada pelo lendário almirante Nelson. Entendendo que não tinha como lutar contra os ingleses no mar, muito menos invadir a Grã-Bretanha, mudou de tática e decidiu dominar todo continente europeu, isolando a Inglaterra.

HoratioNelson1.jpg

Horatio Nelson, oficial britânico da Marinha Real Britânica. Ganhou várias batalhas da qual se destaca a Batalha de Trafalgar, em 1805, durante a qual foi morto. Fonte: Wikipedia. 

.

Domínio do continente

Com o objetivo traçado, Napoleão venceu batalhas contra exércitos da Áustria, Rússia, Itália, Prússia e conquistou um território que  só pode ser comparado ao Império Romano.

Em 1807, com um exército que já contava com 800 mil homens, Bonaparte baixou um decreto impedindo qualquer país europeu de ter relações econômicas ou diplomáticas com os britânicos, o famoso Bloqueio Continental. Se não podia invadir a Grã-Bretanha, iria sufocá-los economicamente.

Esse episódio marca a fuga da família real portuguesa em direção ao Brasil, fato que da início ao nosso processo de independência. Possível assunto de um futuro texto aqui em nosso blog.

Localização de Primeiro Império Francês

Império Napoleônico. De azul escuro a França e territórios conquistados. De azul claro, estados satélites dominados por Bonaparte.

.

A indústria francesa não conseguia prover toda a Europa dos produtos que a Inglaterra produzia. Então, em 1812, a Rússia, governada pela família Romanov, decidiu se retirar do bloqueio continental. Esse fato marcaria para sempre a história.

General Inverno

Em 1812, tomado pela raiva, Napoleão cometeu um grande erro tático, ordenou que 600 mil soldados invadissem a Rússia.  O problema é que o ataque, furioso,  foi iniciado no final do ano, bem próximo da chegada do inverno no hemisfério norte.

A medida que as tropas napoleônicas avançavam, os russos iam recuando e praticando a estratégia conhecida como “Terra Devastada”, queimando tudo, não deixando nada que pudesse ser usado pelas tropas francesas, como por exemplo, alimentos.

French_retreat_russia

Pintura retratando o penoso recuo das tropas francesas na Rússia. Imagem: Internet.

.

Perto de chegar a São Petersburgo, capital do império russo, muitos soldados franceses estavam morrendo de fome, gangrena e frio. Não tendo como avançar, os franceses recuaram, Napoleão perdeu para o general inverno.

A derrota foi total e absoluta, dos 600 mil homens enviados, somente 120 mil voltaram. Se Adolf Hitler estudasse mais história, não teria cometido um erro muito parecido posteriormente. Bom para o mundo!

Aproveitando essa derrota e a degradação do exército francês, em 1813 as potências europeias se uniram e lançaram um pesado ataque contra a França, episódio conhecido como A Batalha das nações³. Não tendo tempo para se reorganizar, Napoleão perdeu, abdicou ao trono e foi enviado para o exílio na Ilha de Elba.

No próximo texto abordaremos a volta de Bonaparte ao poder e a trágica batalha de Waterloo. Imperdível!

Espero ter aumentado o conhecimento de todos os leitores. Curtam nossa página no Facebook e compartilhem nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 21.07.2015

1 – Saiba mais sobre o Golpe 18 de Brumário, que marcou a chegada de Napoleão ao poder, no site Opera Mundi.

2 – Saiba mais sobre a batalha de Trafalgar, derrota naval da França,  no site Wikipedia.

3 – Saiba mais sobre A Batalha das Nações, que retirou napoleão do poder,  no site Brasil Escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *