242. Portos do Brasil

APOIO : Colégio Cotemig

Em nosso último texto abordamos os principais portos do mundo, além da revolução provocada pela criação dos contêineres. A publicação de hoje complementa o assunto, trazendo os principais terminais do nosso país.

Brasil

Como nosso país tem um imenso litoral, possuímos inúmeros portos. Entretanto, nenhum deles tem uma infraestrutura que se compare aos maiores do mundo, como observado no texto anterior.

Clique para ampliar. Principais portos do Brasil. Imagem: Internet.

.

Por aqui, temos portos públicos e privados, assim como marítimos e fluviais. Em 2017, foram movimentadas mais de 1,1 bilhão de toneladas de cargas por esses terminais. (Fonte: Webportos)

Ranking portos em milhões de toneladas movimentadas

  • 1. Ponta da Madeira – MA: 198 

Líder na movimentação brasileira em termos de peso, quantidade. Pertence a Vale e exporta o minério de ferro extraído em Carajás-PA. Foi escolhido para essa missão pela profundidade natural de seu canal, cerca de 26 metros na maré baixa, podendo receber os maiores navios do mundo. Adjacente a ele está o Porto público de Itaqui.

Foto de satélite da Ponta da Madeira e de todo o complexo necessário para a exportação de minério. Imagem: Internet.

  • 2. Santos (Público) – SP: 107,5 

É o maior complexo portuário da América Latina, localizado nas cidades de Santos, Guarujá e Cubatão. Maior movimentador de toneladas entre os portos públicos, 2º no geral. Em termos financeiros, é o líder, movimentando 27% de tudo exportado ou importado pelo Brasil.

Tem capacidade para movimentar todo tipo de carga, como graneis sólidos, líquidos, contêineres, gás natural, automóveis, entre outros. Cerca de 50 mil pessoas trabalham direta ou indiretamente ligadas ao porto. Em 2016, foi considerado o 39º maior do mundo em movimentação de contêineres (3,5 milhões de TEUs) e 35º por tonelagem. Essas posições mostram como nossos portos ainda podem melhorar.

Apesar de receber navio enormes, o fundo do canal está sendo dragado, para ampliar a profundidade de 15 para 15,7 metros. Dessa forma, embarcações ainda maiores poderão atracar no local.

Fotografia aérea do Porto de Santos e Guarujá. Imagem: Internet.

  • 3. Tubarão – ES: 103,9

Também pertence a Vale e foi, por muitos anos, o líder brasileiro em toneladas movimentadas. No caso de Tubarão, o minério vem de Mina Gerais. Junto a Ponta da Madeira, responde por quase 30% do peso total movimentado pelo Brasil.

Maior navio de minérios em operação no mundo atracado no Porto de Tubarão. Possui 362 metros de comprimento e 65 metros de largura. Comporta  400 mil toneladas. Imagem: Internet.

  • 4. Itaguaí/Sepetiba (Público) – RJ:  56

Localizado na Baía de Sepetiba, a oeste da cidade do Rio de Janeiro. Especializado em minérios, também é apto a outros tipos de cargas, como contêineres. Movimenta 15% de todo valor da corrente de comércio brasileira (2º).

Porto de Itaguaí. Imagem: Internet.

  • 5. Paranaguá (Público) – PR: 48,5

Localizado a 90 Km de Curitiba, é o maior exportador agrícola do Brasil, movimentando soja, milho, sal, açúcar e álcool. Também movimenta  fertilizantes, contêineres, congelados, veículos e derivados de petróleo. Representa 13,37% do total financeiro movimentado no país (3º).

Porto de Paranaguá. Abaixo, o terminal de contêineres. Ao lado, os cilos e armazéns de grãos. Imagem: Internet.

  •  6. Tebar  – SP: 44,1

Terminal Marítimo Almirante Barroso, localizado em São Sebastião. Pertence a Petrobrás, portanto, é especializado em  combustíveis.

São Sebastião, litoral paulista. Portos especializados em alguns produtos parecem menores. Porém, possuem dutos que carregam a carga 24 horas por dia, em um fluxo contínuo. Dessa forma, movimentam muita carga sem a necessidade de um grande aparato de carga e descarga.

  • 7. Tebig – RJ: 42,9

Terminal da Baía de Ilha Grande, situado em Angra dos Reis.  Também pertence a Petrobrás, portanto, segue a mesma linha de raciocínio do item anterior, movimentando as cargas relacionadas a empresa.

Tebig e todo o aparato necessário para transportar e armazenar os combustíveis. Imagem: Internet.

  • 8. Ilha Guaíba – RJ: 41,2

Está localizado em frente a Mangaratiba, também pertencendo a Vale.

Toda uma infraestrutura carrega o minério até a ilha, de onde é embarcado para o exterior. Imagem: Internet.

.

  • 9. Rio Grande (Público) – RS: 27,2

Localizado onde a Lagoa dos Patos se conecta ao Oceano Atlântico, no Rio Grande do Sul. Entrou em operação há mais de um século, em 1915. Assim como os anteriores, tem capacidade de movimentar diversos tipos de cargas. Financeiramente, representa 6,90% da movimentação dos portos brasileiros (4º).

Rio Grande é o último porto do Brasil para quem está indo para o sul. Muito importante para a economia do Rio Grande do Sul e adjacências. Imagem: Internet.

  • 10. Suape  (Público) – PE: 23

Pertence ao Estado de Pernambuco e é o maior porto público do Nordeste. Localizado ao Sul de Recife, foi inaugurado em 1978. Em valores, domina 6,60% da movimentação dos portos brasileiros (5º).

Suape é de suma importância para Pernambuco. Imagem: Internet.

.

Fonte dos dados: Agencia Nacional de transportes Aquaviários – 2018).

Apesar dos números importantes, se juntar todo peso movimentado pelos portos do Brasil, cerca de 1,1 bilhão de toneladas/ano, chega-se a um número parecido com o porto de Ningbo-Zhoushan, na China. Uma diferença de logística surreal.

Como vocês puderam notar, financeiramente as posições diferem bastante do quesito toneladas. Podemos perceber que os 5 portos mais movimentados do Brasil em termos econômicos (Santos, Itaguaí, Paranaguá, Rio Grande e Suape) representam cerca de  68% do total nacional.

São portos dinâmicos com capacidade de movimentar várias cargas, diferente dos portos privados da Vale e Petrobrás, focados em um único tipo de produto.

Em 2017, foram movimentados US$ 367 bilhões pelos portos do Brasil, cerca de R$ 1,39 trilhão, fato que corrobora a importância deste texto.

Espero ter aumentado seu conhecimento. Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Siga Professor Clebinho no Instagram! Abraços! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *