Menu
Seções
VISITE : Professor Clebinho - Youtube
258. Peste Negra
19/12/2019 Ciência

Em nossos dois últimos textos abordamos a Idade Média.  Antes de acabar, mais dois temas serão abordados.

Arte

Ao longo de toda a Idade Média a arte esteve totalmente ligada a religião. Era mais uma forma de mostrar poder e aproximar as pessoas da Igreja, de forma visual, já que praticamente ninguém sabia ler e escrever.

Neste longo período, podemos dividir a arte em duas fases:

Arte Medieval Românica

Como o próprio nome já denuncia, estava ligada a cultura romana. Os motivos são óbvios, já que a Alta Idade Média começa com o fim do Império Romano. Portanto, estão umbilicalmente ligados. Durou do século X ao IX.

A Sé Velha de Coimbra, Portugal. Sua construção começou por volta de 1139. É uma ótima exemplo de Igreja Românica, mesmo construída após o auge deste estilo. Até mesmo hoje podemos construir algo no estilo medieval românico Imagem: Internet.

.

Foram construídos castelos para os nobres e igrejas para o clero, sempre com um estilo mais robusto, paredes muito largas e poucas janelas, deixando o interior escuro. Era um momento turbulento e o principal objetivo era a defesa. As igrejas eram construídas na horizontal, com uma postura mais simples.

Arte Medieval Gótica

Neste período as construções já não eram tão  espessas. As entradas maiores e as janelas mais numerosas e amplas. Dessa forma, maior luminosidade entrava dentro das igrejas e castelos. Vitrais davam um tom ainda mais magnífico aos locais, em geral com temas religiosos.

A Catedral de Notre-Dame, em Paris. Suas obras tiveram início em 1163. É um ótimo exemplo de arquitetura gótica. Em abril de 2019 foi parcialmente destruída por um incêndio. Imagem: Internet.

.

Ocorreu em um momento em que as cidades voltavam a ter importância. Dessa forma, a obtenção de recursos eram mais fácil, mediante as contribuições dos fiéis, em especial os burgueses em ascensão. Oposto ao período anterior, as construções eram mais verticais, dando ainda mais opulência ao clero.  Durou entre os séculos X e XV, quando teve início o Renascentismo.

Uma curiosidade, o termo “gótico” foi criado em um momento posterior, já durante o Renascimento Italiano. Era uma forma pejorativa de ligar este tipo de arte aos Godos, povo germânico. Na verdade é um equívoco e com o tempo a palavra ganhou um significado próprio, se libertando da conotação bárbara.

Duas fotos da parte interna da Basílica de Saint Denis, considerada o primeiro monumento no estilo gótico, na região Ile-de-França.  Foi construída no século XII e possui magníficos vitrais. Imagem: Internet.

.

Em minha opinião, a arte gótica produziu as igrejas mais lindas do mundo. Vida longa aos gárgulas, figura típica deste estilo.

Peste Negra

Com a Idade Média caminhando para seu final, tivemos um dos episódios mais impressionantes da história humana. Algo que, pela dimensão, quebrou paradigmas e mudou a forma humana de pensar.

Tudo indica que a doença teve início nas estepes da Mongólia ou China, onde pulgas hospedeiras da bactéria Yersinia pestis infectaram ratos. Como bem sabemos, os roedores estão em todos os locais, dividindo conosco as moradias. Sendo assim, não demorou para a doença chegar a raça humana.

A chamada Rota da Seda é na verdade um conjunto de rotas, ligando a Europa a Ásia. em especial para trazer seda para os abastados europeus. Imagem: Internet.

.

A  Rota da Seda, longo caminho que ligava o Extremo Oriente a Europa foi a via perfeita para a explosão da infecção. A morte era horrível e dolorosa. Manchas negras apareciam pelo corpo, febre, vômitos e complicações pulmonares. Bubões (inchaços) surgiam pela pele, daí o nome Peste Bubônica. Por via aérea também se espalhava. Em uma semana 80% das vítimas morriam. Entre os anos 1.343 e 1.353 tivemos, possivelmente, a década mais aterrorizante de nossa história.

O mundo medieval culpou os hereges, judeus e estrangeiros pela doença, mas os verdadeiros culpados eram as condições precárias das cidades. Esgotos a céu aberto, pouca higiene, pobreza e muita gente aglomerada, cenário perfeito para a bactéria.

Os números são incertos, girando entre 25 a 100 milhões de pessoas. Outros dizem que a população mundial diminuiu de 400 milhões para 300 milhões. Na Europa, entre 33% a 50% da população padeceu. Algo nunca antes visto e jamais repetido em termos percentuais.

Os médicos da época usavam roupas como essa, para se proteger da doença. Atualmente são icônicas, usadas de festas a fantasia até filmes de terror. Imagem: Internet.

.

A Peste Negra contribuiu com uma nova forma de ver o mundo, dando mais valor a vida, já que durante a Idade Média viver era relativizado, importando mesmo o que viria depois da morte, dependendo que como você havia se comportado por aqui. Esse detalhe, somados a outros, decretou o fim do período medieval.

Fim

A conquista de Constantinopla pelos Turcos e o fim do Império Bizantino, em 1.453, marcam o fim da Idade Média.

Outros eventos vinham ocorrendo nessa mesma época, como a  Guerra dos Cem Anos (1337-1453), travada entre Inglaterra e França. Após muito sofrimento, no fim do período medieval emergiram duas monarquias consolidadas e fortes. Os franceses passaram a ser governados por  Luís XI  (1.461). Os ingleses continuaram em guerras internas, até Henrique Tudor assumir (1.485). Mais a frente esse movimento deu origem ao absolutismo e a perda de poder da Igreja Católica.

Essa série de eventos tirou os humanos de um momento um tanto quanto obscuro e o levou para uma nova fase, com uma ênfase maior na ciência e nos seres humanos. É o início da Idade Moderna, que chegou através do Renascimento.

Não podemos achar que o fim da Idade Média abriu espaço para outra fase linda e maravilhosa, como pode parecer. As injustiças, violência, desigualdades sociais, ganância pelo poder e dinheiro continuaram intactos no mundo novo que se abria.

Siga o Professor Clebinho nas redes sociais, clique nos links: Facebook      Instagram      Linkedin      Youtube

Preparação para o Enem: Ligue (31) 99951-3797 e marque sua aula na Sala Lannes Belo Horizonte.

Publicado em 18.12.2019

Deixe uma resposta
VISITE : Professor Clebinho - Youtube
* *