65. Guerra nos Balcãs – Kosovo

Em nossos dois últimos textos mostramos como a Iugoslávia, país multiétnico de maioria servia, se desintegrou em várias nações. Nosso texto final sobre o tema aborda o último conflito ocorrido na região, em um local chamado Kosovo. Além disso,  mostraremos o que aconteceu com os principais criminosos de guerra envolvidos no processo.

Kosovo

O Kosovo é uma região localizada nos Balcãs. Fez parte dos impérios romano, otomano e, desde 1912, está incorporado a Sérvia. A composição étnica do local é bastante interessante, cerca de 92% dos habitantes são de origem albanesa, vindos do país vizinho no passado.

Kosovo_a

Localização do Kosovo, ao sul da Sérvia (Serbia em inglês). Imagem retirada da internet.

.

Como identificamos  nos textos passados, se existe a presença sérvia no local, é sinal de problema. No Kosovo existia, nem eram tantos, somente 4% do total, porém, após 4 repúblicas terem saído do país, mais uma seria inaceitável na visão de Milosevic. Além disso, existia a preocupação do Kosovo se tornar independente para ser incorporado depois pela Albânia, país vizinho, por causa da correlação étnica.

Mais uma vez, Milosevic

Em 1989, Slobodan  Milosevic chegou ao poder na Sérvia, sendo o principal causador das guerras contra a Croácia e Bósnia. Além disso, diminuiu a autonomia do Kosovo e iniciou um processo de opressão cultural da população de etnia albanesa.

Após 4 novos países terem se formado na região, no início da década de 1990, um governo eleito no Kosovo tentou a mesma sorte. O problema é que o caso do Kosovo é um pouco diferente. A região nunca havia sido uma república, mas sim uma província, com autonomia reduzida em relação a Sérvia desde o início do século XX. O resultado foi o não reconhecimento  internacional da soberania kosovar, ficando seus habitantes isolados. Iniciou-se então um confronto ente as forças sérvias e o recém criado Exército de Libertação do Kosovo (ELK).

libarmy

Exército Kosovar. Imagem retirada da internet.

OTAN

Em 1998 as agressões entre sérvios e kosovares se acirraram e a opinião pública internacional começou a temer novos massacres, como os ocorridos na Bósnia. Para evitar novas limpezas étnicas, a OTAN¹, liderada pelos EUA, iniciou em 1999 um período de 79 dias de bombardeios a Sérvia. Cada ataque a Belgrado (capital da Sérvia) era respondido com vários ataques a civis albaneses no Kosovo, criando um grande êxodo populacional.

Defesa antiaérea de Belgrado, em abril de 1999. Imagem: Plano Brasil

.

Segundo dados oficiais de Belgrado, cerca de 2.500 civis sérvios foram mortos e 12.500 ficaram feridos. Veja mais em uma reportagem no site EM.

Acuado pelos bombardeios, Milosevic chega a um acordo  com os líderes internacionais, colocando um fim a guerra. As Forças de paz da ONU entram na região para garantir o cessar-fogo. O número total de mortes pode ter chegado a 12 mil, com 200 mil pessoas deslocadas.

País ou não?

Desde 2008, Kosovo é reconhecido como um país independente por cerca de metade dos países-membros da ONU (incluindo Estados Unidos, Japão, França e Alemanha), enquanto outra porção (incluindo Rússia, China, Brasil e Espanha) não o reconhece como país e sim como uma província separatista da Sérvia.

Os russos, na figura de Vladimir Putin, sempre foram grandes aliados da Sérvia e são totalmente contrários a separação da província rebelde. Acreditam que isso reacenderia as rivalidades entre os envolvidos. Veja o poder da Rússia em um texto do nosso blog.

A OTAN, na figura dos EUA, mantêm uma base gigantesca no Kosovo até os dias atuais. A ideia inicial  era pacificar o local. Como é uma região estratégica, na Europa, mas próxima ao Oriente Médio e Rússia, causa muito polêmica. Varias teorias da conspiração já foram produzidas. Saiba mais no site Wikipédia.

Montenegro

Em 2005, foi a vez de Montenegro, última república ainda ligada a Sérvia. Já em uma época pós Milosevic, com uma Sérvia pacificada, ocorrem, com o apoio da União Europeia, um referendo para definir a situação da região. A vitória foi da separação, com 55,5% dos votos.

Foi um processo pacífico e que definiu os 6 países formados pelo desmantelamento da Iugoslávia. Como citamos no primeiro texto, talvez 7, se a situação do Kosovo for definitivamente esclarecida.

A Iugoslávia ficou assim. Caso a independência do Kosovo seja reconhecida, serão 7 novos países. Imagem retirada da internet.

A Iugoslávia ficou assim. Caso a independência do Kosovo seja reconhecida, serão 7 novos países. Imagem retirada da internet.

Crimes de Guerra

Acontecem quando há violação dos direitos humanos em tempos de guerra. A Convenção de Genebra (1949), pós II Guerra Mundial,  instituiu uma lista de crimes condenáveis e proibidos. Alguns exemplos são: utilizar gás venenoso, lançar ataques propositalmente contra civis, privar prisioneiros de guerra de um julgamento justo, estupros, torturar prisioneiros de guerra e pegar reféns entre a população civil.

O que não faltaram nas Guerras dos Balcãs foram crimes, principalmente na Bósnia. Uma reportagem da BBC mostra o terror vivido pelas mulheres no conflito, confiram.

Entre os vários criminosos, 3 se destacaram:

Ratko Mladić ,  é um ex-militar sérvio, chefe do Exército da República Sérvia durante a Guerra da Bósnia entre 1992-1995. Comandou diretamente o Massacre de Srebrenica em julho de 1995. Os EUA chegaram a oferecer cinco milhões de euros por informações que levassem à captura dele. Foi preso em 2011, no norte da Sérvia, depois de 15 anos foragido. Detalhe, usava um nome falso, mas nenhum disfarce. Muitos Sérvios tem orgulho desses ex-líderes.

_53007200_002175518-1

Dois criminosos de Guerra, o general Mladic e o líder sérvio na Bósnia Karadzic. Imagem retirada da internet.

.

Radovan Karadzic, ex-líder Sérvio Bósnio, conhecido como “O carniçeiro dos Balcãs”, acusado de 11 crimes, entre eles genocídio e crimes contra a humanidade. Foi o grande mentor do massacre de Srebrenica, operado por Ratko Mladić. Muitos sérvios consideram Karadzic um herói, não um criminoso. Na visão de alguns, especialmente de sérvios bósnios, Karadzic defendeu os sérvios de seus inimigos ancestrais. Foi preso em 2008 , após 13 anos foragido. Entenda mais sobre o que vai ocorrer com Karadzic no site Terra.

Um filme, estrelado por Richard Gere, baseado na busca por Karadzic, foi lançado pouco antes de de sua captura. É uma boa oportunidade para se observar como ele conseguiu se esconder por tanto tempo:

acasdfa

Filme lançado com temática na captura de Karadzic. Imagem retirada da internet.

.

Slobodan Milosevic, ex-presidente da Sérvia, considerado o maior culpado entre todos.  Partidário da supremacia sérvia, graças a ele todas as repúblicas se recusaram a permanecer unidas. Foi preso em 2002 e em 2006 foi encontrado morto em sua sela no Tribunal Penal Internacional de Haia, na Holanda. Veja a reportagem de sua morte no site da Folha de São Paulo.

A morte de Milosevic não foi o capítulo final do problema. A Sérvia, o Kosovo e a Bósnia ainda vão percorrer um longo caminho até a cicatrização de suas feridas. Ainda resistem fortes rancores étnicos na região e a situação da Bósnia e do Kosovo ainda são confusas.

Espero ter aumentado o conhecimento de todos os leitores. Curtam nossa página no Facebook e compartilhem nosso texto! Abraço do Clebinho!

1 – OTAN: (Organização do Tratado do Atlântico Norte) ou NATO (North Atlantic Treaty Organization)  é uma organização militar criada no ano de 1949. Ela foi constituída no contexo histórico da Guerra Fria, como forma de fazer frente a organização militar socialista Pacto de Varsóvia, liderada pela ex-União Soviética e integrada por países do leste europeu.

Publicado em 02.09.2015

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *