68. Brasil, O nº 1 em Agrotóxicos

Desde a década de 1950 a produção de alimentos no campo vem sofrendo uma drástica mudança. Com o avanço da tecnologia e o aumento da necessidade de alimentos, uma série de fórmulas químicas foram inseridas nas plantações para maximizar a produção.

Entre os produtos que mais cresceram, sem dúvida, estão os agrotóxicos.

Agrotóxicos

São produtos e agentes de processos físicos, químicos ou biológicos, utilizados durante a  produção, o armazenamento e beneficiamento de produtos agrícolas, pastagens ou na proteção de florestas plantadas.

A função primordial dos agrotóxicos é a proteção do que se está produzindo frente a ação danosa de seres vivos considerados nocivos. São herbicidas (contra plantas daninhas) , fungicidas (contra fungos) , inseticidas (contra insetos) , acaricidas (contra ácaros) , entre outros.

agrotoxico

Agricultor pulverizando agrotóxico. Observe pala roupa o quão perigoso é o produto. Imagem retirada da Internet.

Brasil

Com 107 empresas aptas a registrar produtos, o Brasil é o sexto país no ranking mundial de importação de agrotóxicos para destinação nas lavouras.

Desde 2008, o Brasil possui um triste título, é o país que mais utiliza agrotóxicos no mundo. Em dez anos, a venda de pesticidas no mercado agrícola brasileiro aumentou de R$ 6 bilhões para R$ 26 bilhões. Enquanto, nos últimos 10 anos, o uso global deste incremento agrícola cresceu 93%, no Brasil, o aumento foi de 190%.

11116185_849646515106793_1786902051_n

Avião pulverizando agrotóxico. Leia mais em uma reportagem do site Cidade Sustentável.

Congresso Nacional

No Brasil, estão liberados o uso de 450 fórmulas de agrotóxicos para uso em plantações. Simplesmente 22 dos 50 princípios ativos mais empregados em agrotóxicos no Brasil estão banidos em outros países.

O problema é que a bancada ruralista no Congresso é tremendamente poderosa e a tendência é que mais fórmulas e produtos sejam liberados.

É de total interesse, principalmente dos grandes produtores, o uso de agrotóxicos que, sem dúvidas, aumentam a produtividade.

Inclusive os agrotóxicos são isentos de impostos como  ICMS, PIS/PASEP, COFINS e IPI. Tudo isso pelo fato de ser um ramo econômico que trás muitas divisas para o Brasil, além de produzir alimentos.

Sera que o brasileiro é mais forte que o europeu para suportar tamanho uso de pesticidas?

bancada-ruralista

Charge de Latuff criticando a bancada ruralista. Imagem: Latuff Cartoons

Testes

Em 2014 a Anvisa¹ analisou amostras de alimentos coletados em todos o Brasil. Simplesmente 25% deles possuíam níveis de toxidade acima do permitido.

O número mais estarrecedor é que, se dividirmos a quantidade de agrotóxicos usados no Brasil para cada habitante, chega-se ao número de 5,2 Kg per capta.

Imagine você ingerindo tudo isso em um ano.

agrotóxico-anvisa-1-a

Alimentos com maiores níveis de agrotóxicos. Imagem retirada da internet.

.

A Anvisa alerta que mesmo lavando bem os alimentos e retirando suas cascas o consumidor não está livre dos resíduos de agrotóxicos já que alguns deles tem capacidade de penetrar em folhas e polpas.

Outro problema grave é o fato do veneno se infiltrar nos solos das plantações e ir parar em lençóis freáticos. Neste caso, pessoas que entrarem em contato com esta água podem ser contaminadas.

Saúde

Os agrotóxicos comprovadamente podem causar, a médio e longo prazo uma variedade imensa de doenças: Má formação fetal, dor de cabeça, diarreia, vômitos, desmaios, náuseas, problemas nos rins, doenças de pele, irritação ocular e auditiva, depressão, lesão neurológica, problemas hormonais e reprodutivos.

Já existem casos de grávidas com agrotóxico no leite e a pior das notícias, câncer.

Solução

A solução passa pela proibição, aqui no Brasil,  de venenos já proibidos em países desenvolvidos, com maior capacidade de análise. Uma fiscalização maior, colhendo amostras, examinando e se for o caso multando.

Outra possibilidade é procurar e perguntar por alimentos orgânicos nas redes de supermercado.

Agricultura Orgânica

É uma ramo da agricultura onde  não é permitido o uso de substâncias que coloquem em risco a saúde humana e o meio ambiente. Não são utilizados fertilizantes sintéticos solúveis, agrotóxicos e transgênicos.

O produto final custa mais caro, pelo fato da produtividade ser menor, pois não tem o auxílio dos venenos e da tecnologia empregada no campo. Entretanto, se o consumo orgânico aumentar, mais produtores, em especial os de médio e pequeno porte, irão investir neste ramo, diminuindo os preços.

O caminho é longo e não será resolvido em curto prazo. O agronegócio é poderoso, gera renda, empregos, alimenta o país em tem costas largas no Congresso. Não estou aqui defendendo o fim do uso de agrotóxicos, mas um uso mais racional. De nada adianta gerarmos tanto alimento se ele irá nos fazer mal.

Espero ter aumentado seu conhecimento.  Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Abraço do Clebinho!

1 – Anvisa –  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) é uma agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde do Brasil. Essa agência exerce o controle sanitário de todos os produtos e serviços (nacionais ou importados) submetidos à vigilância sanitária, tais como medicamentos, alimentos, cosméticos, derivados do tabaco, produtos médicos, sangue, hemoderivados e serviços de saúde.

Publicado em 13.09.2015

One comment to “68. Brasil, O nº 1 em Agrotóxicos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *