12. Dom Pedro I, Herói ou Vilão ? (Parte 1)

Dom Pedro I foi nosso herói, o homem que escolheu o Brasil em detrimento a seu país, Portugal.

Deu o Grito da Independência, com o apoio de nossa elite,  principalmente os donos de terras, e nos libertou de 322 anos de colonização. Por que não temos para com Dom Pedro, a adoração que alguns de  nossos vizinhos tem pelo seu libertador, Simón Bolívar?

Pedro_I_por_Henrique_José_da_Silva

Dom Pedro I, pintor desconhecido. Imagem: Internet

Com certeza, uma parte dessa resposta está no fato do povo brasileiro não conhecer, e muito menos valorizar, a sua história, outra parte é mais complexa, tem a ver com os acontecimentos pós Independência.

Um governo que tinha tudo para dar certo, infelizmente foi bastante tumultuado. De herói nacional a vilão. Destaco, a seguir, entre os quase 10 anos de governo (1822-1831), alguns pontos que transformaram, um libertador, em um homem que abandonou seu país.

Em dois textos, enumeramos 6 Causas para explicar seu curto governo:

1- O primeiro ponto foi nossa constituição de 1824, a 1º do Brasil. Todos esperavam uma constituição onde existiriam os 3 poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário, agindo de forma independente. Nosso líder inovou, inseriu na lei uma ideia “genial”, a criação de um 4º poder, o Moderador. Este poder estava acima de todos os outros. O idealizador dessa anomalia fora o pensador suíço Henri-Benjamin Constant de Rebeque, e somente Brasil e Portugal adotaram essa medida.

Para quem esperava um país moderno, com uma constituição forte, que atingisse a todos os cidadãos, inclusive o imperador e seus protegidos, se decepcionou. O Brasil iniciou sua história com um comandante acima de todas as outras instituições.

A charge nos mostra o tamanho do poder moderador, acima de todos os outros. Fonte:historiadb8.blogspot.com.br

A charge nos mostra o tamanho do poder moderador, acima de todos os outros. Fonte: http://historiadb8.blogspot.com.br

2. Após a constituição de 1824, irradia-se de Pernambuco um movimento, separatista, reunindo várias províncias do Nordeste. A ideia era se separar do Brasil e criar uma república. Esse movimento ficou conhecido como a Confederação do Equador. Essa revolta foi duramente abafada pelo Império, com a ajuda de mercenários ingleses.

Frei Caneca, mentor intelectual da revolta e uma das figuras mais carismáticas do Recife à época, foi executado. Para a moral de um imperador, revoltas e revoluções são o pior cenário, principalmente quando pessoas morrem.

Região da Confederação do Equador. Várias províncias do Nordeste. Fonte: Wikipédia

Região da Confederação do Equador. Várias províncias do Nordeste.
Fonte: Wikipédia

3. Outro importante ponto de ruptura entre Dom Pedro I e os  brasileiros, foi a perda de uma importante província. Pelo fato do local ser bastante estratégico, na foz do Rio da Prata, a região do atual Uruguai sempre foi disputada por Portugal e Espanha.

Em 1817, Dom João VI, então rei de Portugal, enviou tropas a Montevidéu e incorporou a região ao território brasileiro, dando a ela o nome de Cisplatina. A partir de 1825, durante o império de Dom Pedro I, o Brasil enfrentou a Argentina e os colonos locais, em uma luta pela independência do território. Em 1828, fomos derrotados e perdemos a província.

Essa derrota, somada aos aumentos de impostos para bancar a guerra e a falência do Banco do Brasil, fez a moral do nosso herói despencar ainda mais entre a elite, e também, junto a população em geral.

Província Cisplatina (Hoje Uruguai), independente do Brasil durante Governo de Dom Pedro I. Fonte: wikipedia

Província Cisplatina (Hoje Uruguai), independente do Brasil durante Governo de Dom Pedro I. Fonte: wikipedia

Na próxima publicação, veremos mais algumas polêmicas do nosso herói, ou seria vilão? Não percam!

Espero ter aumentado seu conhecimento. Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 03.03.2015

7 comments to “12. Dom Pedro I, Herói ou Vilão ? (Parte 1)”
  1. Gosto de história. Talvez este seja uma das causas dos problemas que vivemos hoje em dia, e das opiniões equivocadas de algumas pessoas em relação a muitas coisas. FALTA HISTÓRIA DE VERDADE. Passada a limpo. Discordo de tudo dito sobre os imperadores Pedro e seu filho. Foram vilões. Menores é claro, do que o João Fujão VI. Mas é isto… um dia passaremos a história a limpo.

  2. Ahahaha, João Fujão VI! Enfim, tal pai tal filho. É interessante ver como as pessoas se corrompem ou erram, e como muitas figuras posteriores não aprendem com os erros marcados na história.

  3. E os nossos vizinhos republicanos? Bem democráticos por sinal,a Constituição de 1824 trazia vários pontos positivos como a liberdade de expressão e imprensa em seu artigo 179 inc.IV.

    • No Brasil, Dom Pedro inclusive foi acusado do assassinato de Líbero Badaró, justamente por ele ser um grande crítico de seu governo. A liberdade de imprensa não era o forte de nosso 1º imperador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *