98. Mahatma Gandhi: Mohandas Karamchand

Vamos começar nosso ano abordando um tema maravilhoso, a paz. Porém, como a própria história não nos deixa mentir, alcançar a paz tem seu preço, e nunca foi barato.

Índia

É um país incrível, grande, multicultural e multiétnico. Com cerca de 3,3 milhões de Km², possui  uma população gigantesca, mais de 1,2 Bilhão de habitantes. Já foi tema em nosso blog várias vezes, quando abordamos o Rio Ganges, o Hinduísmo e o Taj Mahal.

Assim como o Brasil, desde o século XVI a região foi explorada pelas potências europeias, que disputavam “no tapa” cada pedaço de terra. Após a vitória em uma guerra contra a França, no Século XVIII (1756-1763), o Reino Unido impôs sua hegemonia sobre o local.

Após esmagar um levante popular em 1857, a Inglaterra resolveu oficializar a Índia como colônia,  submetendo os indianos à autoridade de um vice-rei nomeado pelo governo britânico. Grande parte  do país estava sob controle direto inglês (vermelho no mapa abaixo), enquanto outra parte ficou sob o controle de governantes locais (rosa), conhecidos como Marajás, indiretamente submetidos a Inglaterra.

el-imperio-indio

O império britânico na região abrangia o que é hoje a Índia, o Paquistão, Bangladesh e Myamar. Imagem: Internet.

.

No final do século XIX, paradoxalmente, o ensino ocidental em inglês, implementado na Índia pelo seu colonizador, criou uma elite mais politizada e unida através da língua. Antes, milhares de dialetos dificultavam a coalizão indiana. A partir dessa classe média alta surgiram ideias de se criar um país, livre da subjugação britânica, mas nenhum movimento obteve algum sucesso expressivo.

Lembro que estamos falando da virada do século XIX, enquanto o Brasil já era independente desde 1822.

Gandhi

Nascido em Porbandar, no dia 2 de outubro de 1869,  Mohandas Karamchand Gandhi foi o idealizador e fundador do estado moderno Indiano.

Conhecido como Mahatma (A grande alma) Gandhi, era o maior defensor do Satyagraha, princípio da não-agressão, do protesto não violento para se alcançar um mundo melhor. Gandhi disse, leiam com atenção e reflitam:

“A não-violência e a covardia não combinam. Posso imaginar um homem armado até os dentes que no fundo é um covarde. A posse de armas insinua um elemento de medo, se não mesmo de covardia. Mas a verdadeira não-violência é uma impossibilidade sem a posse de um destemor inflexível.”

Gandhi_London_1906

Gandhi em Londres aos 20 anos de idade. Imagem: Internet

Como seu pai era primeiro-ministro em um pequeno principado indiano, aos 14 anos de idade foi enviado para a Inglaterra para estudar direito na University College. Aos 22 anos voltou para a Índia para exercer sua profissão e, por uma oportunidade jurídica, foi representar uma firma em um processo judicial na África do Sul (também colônia britânica).

O país africano, maior representante da política discriminatória, despertou em Gandhi grande preocupação social, característica máxima que o acompanhou por toda a vida a partir de então. Sua estadia na África não foi fácil, por defender a verdadeira justiça, chegou a ser espancado pelas lideranças locais, que não aceitavam suas ideias.

Gandhi_Law_Office

Gandhi em seu escritório de advocacia na África do Sul. Imagem: Internet

.

De volta a Índia em 1915 (aos 45 anos), Gandhi se engajou profundamente na tentativa de independência de seu país. O fim da Primeira Guerra Mundial foi a oportunidade perfeita. Com a Inglaterra enfraquecida após o conflito, Mahatma Gandhi e Jawaharlal Nahru formaram o Partido do Congresso Nacional Indiano, de cunho nacionalista.

A ideia de se criar um partido nacionalista era criar uma confederação democrática, com igualdade política e para todos, além de profundas reformas socioeconômicas para melhorar a paupérrima condição da população em geral.

A Inglaterra, mesmo debilitada, não cedeu, não queria perder a joia da coroa britânica. Gandhi então liderou protestos pacíficos como marchas, desobediência civil contra leis banais ou absurdas criadas pelos ingleses, jejuns e o não consumo de produtos britânicos.

Gandhi sendo confrontado por um policial em um protesto. Imagem: Internet.

Gandhi sendo confrontado por um policial em um protesto. Imagem: Internet.

.

Em 1919, em um protesto (greve geral) contra o aumento de impostos, as coisas saíram do controle e a população queimou um posto policial. O desenrolar parecia óbvio, em 1922 Gandhi foi preso e condenado a seis anos de prisão. Ainda assim, disse:

“A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência.”

Próximo texto:

Em nosso próximo encontro mostraremos como, enfim, através de Gandhi, a Índia se tornou um país.Veremos também mais sobre a Satyagraha, conceito criado por este grande gênio da paz e nome de uma atual operação da Polícia Federal brasileira. Imperdível.

Espero ter aumentado seu conhecimento.  Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 05.01.2016

Observação: Se quiser entender a diferença entre Inglaterra (ingleses), Grã-Bretanha (britânicos e Reino Unido, leia em nosso blog.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *