99. Mahatma Gandhi e a Satyagraha

Em nosso último texto abordamos a formação profissional e espiritual de Mahatma Gandhi, ícone mundial da paz. Quando nosso texto se encerrou, o grande pacifista estava preso, em 1922, após um protesto ter saído do controle e resultado em tumultos. Pelo grande nome e importância, dos seis anos de condenação, ficou dois anos preso e foi libertado.

Após este evento, que culminou com a sua detenção e a morte de mais de 400 indianos, Gandhi rompeu com os ingleses e nunca mais vestiu roupas ocidentais. Divulgou e incentivou os indianos a vestirem batas, roupas tradicionais na Índia, feitas artesanalmente por eles mesmos. Era uma forma de protesto, prejudicando a venda de roupas britânicas na região.

Sua filosofia de vida começou a ganhar todo o país.

g226635_u90054_Mahatma-Gandhi

Gandhi explanando suas ideia para milhares de indianos. Imagem: internet

Satyagraha (Inspirou o nome de uma operação da Polícia Federal brasileira)

É uma filosofia criada e propagada por Mahatma Gandhi. É um termo hindi, principal língua da Índia, composto por duas palavras: Satya, que pode ser traduzida como verdade; e agraha que significa firmeza, constância.

Esta filosofia influenciou Martin Luther King, na busca pelos direitos civis nos EUA, assim como Nelson Mandela na África do Sul. Essa doutrina implica, entre outras coisas, o uso de protestos, não-violentos, contra qualquer tipo de dominação ou preconceito.

Agir pacificamente não significa ser passivo, e até mesmo a própria vida pode ser entregue a um objetivo maior, através de greves de fome, por exemplo. A regra era se recusar a seguir leis injustas, seguindo o princípio da “desobediência civil”.

As bases da Satyagraha são:

  • Não violência, chamada de ahimsa;
  • Sinceridade, honestidade;
  • Trabalhar pelo pão de cada dia;
  • Comer moderadamente, dieta;
  • Ser destemido;
  • Respeitar todas as religiões (este fato gerava críticas contra Gandhi, vindas dos radicais religiosos);
  • Boicotar os produtos britânicos;
  • Não roubar;
  • Não se apegar a posses;
  • Libertar-se do conceito de intocabilidade em relação as castas mais pobres;
  • Ter fé em Deus;
  • Ter fé na bondade intrínseca da natureza humana esperando que ela seja evocada pelo sofrimento de se manter no satyagraha;
  • Levar uma vida casta e estar disposto a morrer e perder toas as duas posses se necessário;
  • Vestir um Khadi, roupa típica produzida artesanalmente na Índia;
05gandhi

Gandhi tecia a própria roupa, como forma de não comprar tecidos ingleses. Imagem: internet.

  • Abster-se do álcool e outros intoxicantes
  • Obedecer as regras de disciplina;
  • Obedecer a regras da prisão ao menos que sejam especialmente concebidas para quebrar o seu auto respeito.

A marcha do sal

Em 1930 um grande protesto irrompeu na Índia. A Inglaterra proibiu os indianos de produzirem seu próprio sal. Em uma época em que geladeiras não eram produtos de massa, todos deveriam comprar sal dos ingleses para conservar e temperar seus alimentos.

Gandhi marcha do sal2Em 12 de março, Gandhi iniciou uma caminhada de quase 400 Km em direção ao litoral, onde pretendia desobedecer a lei produzindo sal. A marcha se iniciou com 78 pessoas e ao fim, milhares já caminhavam ao lado dele que, 24 dias após o início da jornada, chegou ao mar.

Após tomar seu banho, Gandhi recolheu um pouco de sal (foto). Este ato simbólico, foi repetido por milhares de indianos por todo o país, em uma afronta direta as leis britânicas. Mahatma foi novamente preso, junto a mais de 60 mil indianos que seguiram seu exemplo. Absolutamente nenhum ato de violência foi produzido pelos manifestantes.

Em 1931, o Vice-Rei inglês chamou Gandhi, libertou os prisioneiros e permitiu a fabricação de sal pelos indianos. Uma vitória da paz.

2º Guerra Mundial

A dominação britânica já não se sustentava na Índia e a 2º Grande Guerra Mundial foi o capítulo final. Em meio ao conflito, os indianos reforçaram  ainda mais o movimento de independência. Em 1942 Gandhi foi preso novamente, ficando por mais dois anos detido. A relação entre ingleses e indianos estava totalmente deteriorada.

Com o fim do maior conflito mundial e a Inglaterra em processo de reconstrução, não tinha como o Reino Unido manter tamanha população colonizada. Em 15 de agosto de 1947, enfim, a Índia conquista sua independência.

Nehru, líder do movimento de independência e 1º ministro da Índia ao lado de Mahatma Gandhi em 1947.

Nehru, líder do movimento de independência e 1º ministro da Índia ao lado de Mahatma Gandhi em 1947.

Uma independência pautada no princípio da não-agressão, incrível!

Morte

Assim como Jonh Lennon e Martin Luther King, Gandhi morreu por pregar a paz. Em 1948, foi covardemente morto a tiros em Nova Delhi. Seu assassino foi um radical hindu, que não aceitava a filosofia de paz e união com os muçulmanos, pregada pelo líder do povo.

Seu funeral atraiu milhares de indianos e seu corpo foi cremado e suas cinzas jogada no rio Ganges.

gandhi_mahatma

Mahatma Gandhi. Imagem: Internet

Que perdure para todos nós o belíssimo legado deixado por Mahatma Gandhi. Virou livro, filme, séries, é o mártir da Índia e concorreu ao Nobel da paz 5 vezes, nunca tendo vencido, erro já admitido pelos organizadores do prêmio.

“Jesus me deu a mensagem, Gandhi me deu o método”

Martin Luther King Jr.

Tive o orgulho de escrever sobre ele. Um exemplo de bondade, um espírito evoluído!

No próximo texto veremos as consequências da independência indiana. Confiram!

Espero ter aumentado seu conhecimento.  Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 12.01.2016

 

5 comments to “99. Mahatma Gandhi e a Satyagraha”
  1. Durante sua formação na Inglaterra Gandhi conheceu o Sermão da Montanha que talvez tenha sido sua maior fonte externa de inspiração na prática de sua “ahinsa” ou não violência ativa pela África até seu regresso definitivo à Índia, travando essa luta não violenta tornando-se um gigante espiritual de valor por ele próprio imensurável…

  2. Gostei muito do tema e do site.Vou usar esse texto para o trabalho de português da Ione.Kkk gostei muito clebinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *