119. Aquecimento Global e o Efeito Estufa

Com absoluta certeza, um dos assuntos mais discutidos é o  “Aquecimento Global”. Muitos questionamentos se avolumam em relação a este tema.

Em dois textos iremos responder algumas dúvidas sobre este importante conteúdo.

Sem Efeito Estufa, sem vida

Vamos iniciar nossa caminhada desmistificando algo importante.  O efeito estufa é um fenômeno que consiste em manter, no planeta Terra, parte do calor produzido pela radiação solar. Ao contrário do que possam pensar, ele ocorre naturalmente e é muito importante para conservar a temperatura do planeta mais agradável para a maioria dos seres vivos.

Caso o fenômeno não existisse, a temperatura média na Terra seria cerca de 30° mais baixa que a atual. Possivelmente existiria vida, no entanto, em uma diversidade infinitamente menor que a de hoje. Nós humanos teríamos tremenda dificuldade em sobreviver a tamanho clima hostil.

efeito-estufa-affonsolima-5-728

Seria difícil sobreviver na Terra sem o Efeito Estufa. Imagem: Internet

.

O Efeito Estufa é, portanto, indispensável para a manutenção da vida em nosso planeta.  O problema então não é o fenômeno em si, mas sua ampliação artificial, responsável pelo aumento do calor.

Como funciona o Efeito Estufa

O grande motor do processo é o sol, emitindo radiação em vários comprimentos de ondas. Parte dessa energia chega até nosso planeta.

efeito-estufa-CRBIO8-700x300

O sol é o grande motor da vida e do calor no planeta Terra. Imagem: Internet

.

Parte da radiação, cerca de 30%, nem chega a nossa superfície, sendo refletida de volta para o espaço. O restante da energia é absorvido pela atmosfera (25%) oceanos e continentes (45%).

Bombardeada pelos raios solares, a superfície do nosso planeta se aquece. Mantendo seu equilíbrio energético, a Terra irradia de volta para o espaço parte dessa energia, em um comprimento de onda diferente, composto pela radiação térmica, que está na faixa do infravermelho. Percebemos esta radiação pela pele, como sensação de calor.

A energia que chega a Terra possui um comprimento de ondas curtas (luz visível e ultra-violeta), atravessando com facilidade nossa atmosfera.

Já o infravermelho (calor), possui um comprimento de ondas longas, tendo dificuldade de sair. Os gases estufa absorvem parte dele e voltam a irradia-lo novamente, reaquecendo.

spectre-electromagnetique

Perceba como as ondas do infravermelho (vermelho) são mais longas que a da luz visível (azul) e ultravioleta, que chegam do sol. Imagem: Internet

.

Assim como em um veículo com os vidros fechados, muita energia entrando e pouca saindo, gera um acúmulo, aumentando o calor.

A radiação solar entra, mas o calor tem dificuldade de sair, sendo parcialmente refletido de volta para a superfície. Imagem: Internet

.

O mesmo também acontece nas estufas, edificações de vidro onde a radiação solar entra e o calor fica preso, mantendo um ambiente mais quente e agradável para as plantas. Geralmente são usadas em locais de clima mais frios, para aquecer sem gastar energia elétrica ou combustíveis fósseis. Essa é o origem do nome, Efeito Estufa.

ABAAAel0wAD-0 (2)

Nossa atmosfera funciona como uma estufa. Imagem: internet

.

Entendam melhor o mecanismo em um curto vídeo disponibilizado no site Youtube, confiram.

Quais são os gases que aprisionam o calor?

A atmosfera seca da Terra é composta por 78% de Nitrogênio (N2) e 21% de Oxigênio (O2). Esses gases praticamente não interferem na retenção de calor. O problema são os outros gases que, apesar de representarem muito pouco do total, retém o calor. São eles:

 Dióxido de Carbono (CO2):  Gerado pela queima de combustíveis fósseis (petróleo,carvão, gás natural) e queimadas. Nosso estilo de vida ampliou astronomicamente a concentração deste gás na atmosfera.

wwf_blackcloud-1

Interessante campanha da WWF, na Ásia, contra a queima de combustíveis fósseis pelos automóveis. Conheça o trabalho da Ong WWF Brasil.

.

Metano CH4: Gerado pela decomposição de matéria orgânica. Minas de carvão, esgotos domésticos, pântanos, apodrecimento de vegetais, digestão de animais herbívoros,  lixões e aterros sanitários são as principais fontes desse gás. Como estamos produzindo e desperdiçando muitos alimentos e criando rebanhos gigantescos de herbívoros, ampliamos drasticamente a produção de Metano. No Brasil, por exemplo, existem mais bois e vacas do que habitantes.

A000D

No caso específico do Metano, as emissões provocadas pela digestão dos herbívoros são maores que das indústrias. Imagem: Site de Curiosidades

.

Óxido Nitroso NH2: É um gás bastante utilizado pela medicina e odontologia como anestésico. Na indústria automobilística é usado na função de melhorar o desempenho do motor, sendo conhecido como Nitro ou NOS (Nitrous Oxide Systems). Também é um subproduto da fertilização das plantações e do tratamento de esgotos. Além de gás estufa, também destrói a camada de ozônio.

É conhecido como Gás do riso, pois provoca contrações involuntárias nos músculos da face. Veja em uma reportagem do site da Revista Mundo Estranho.

CFC: Os Clorofluorocarbonos formam um grupo de gases produzidos pelas indústrias químicas. Nunca existiram na atmosfera até serem sintetizados há 70 anos. São utilizados em refrigeradores, ar condicionados e spray (aerossóis).  Apesar de seu uso ter diminuído bastante, sua concentração na atmosfera está se acumulando, já que não existe processo natural que o absorva.

Existe em menor quantidade em relação ao CO2, mas é 1.000 vezes mais potente na retenção de calor. Também é o maior responsável pela destruição da camada de ozônio, que nos protege dos raios UVs.

Influence_of_greenhouse_gas

Contribuição dos gases para o efeito estufa (sem contabilizar o vapor de água). Imagem: Internet

.

Citamos acima os principais gases produzidos por ações humanas com  interferência direta no Aquecimento Global. Porém, existe um poderoso agente estufa que não é diretamente produzido por nós, mas com enorme atuação no Efeito Estufa:

Vapor de Água (H2O):  Não se computa a água no cálculo da atmosfera pela fato de variar bastante de local para local, oscilando também sua quantidade em suspensão ao longo do dia e das estações do ano. Em geral, está presente na atmosfera em uma quantidade que varia de 0 a 4%.

Nossa magnífica fonte de vida também é o mais poderoso gás estufa.

É o mais forte feedback positivo do nosso clima, amplificando qualquer aquecimento causado pelas mudanças nas concentrações dos gases atmosférico. A Água não só retém calor, como evapora e aumenta a sua quantidade na presença de calor.

agua-ciclo

A água está em constante mudança de local e estado físico (ciclo da água). Hora ela está líquida, hora está gasosa. Também pode estar congelada, no estado sólido. Imagem: Internet

.

É um ciclo vicioso, mais calor significa maior evaporação de água. Mais vapor de água na atmosfera significa maior retenção de calor. E assim sucessivamente.

Próximo Texto

Em nosso próximo post abordaremos as temidas consequências do Efeito Estufa, que já assombram a humanidade.

Espero ter aumentado seu conhecimento.  Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 25.05.2016

 

One comment to “119. Aquecimento Global e o Efeito Estufa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *