20. Curdos, A Maior Nação Sem Estado

Estabelecer conceituação mínima, em alguns temas, é essencial para nivelar a informação a ser transmitida e as opiniões a serem debatidas.

Considera-se Nação a reunião de pessoas, geralmente do mesmo grupo étnico, que falam o mesmo idioma e tem os mesmos costumes, formando assim, um povo. Uma nação se mantém  unida pelos hábitos, tradições, religião, língua e consciência nacional. Por sua vez, Estado significa  uma entidade com poder soberano para governar um povo dentro de uma área territorial delimitada. Estado e Nação não se confundem e o planeta apresenta estados e nações em que seus povos podem ser misturados ou separados.

Vamos falar dos Curdos, que formam uma nação, mas não possuem a soberania sobre um território.

Respresentação do Curdistão - Maior Nação sem Estado do Planeta(Fonte: brasilsoberanoelivre.blogsport.com

Representação do Curdistão – Maior Nação sem Estado do Planeta. Fonte: internet

.

Curdos

Totalizam mais de 26 milhões de pessoas, espalhadas por vários países do Oriente Médio, dentre eles Iraque, Irã, Armênia, Turquia e Síria. É um etnia de predominância muçulmana sunita, e sua organização social é baseada em clãs familiares. São, em sua maioria pessoas simples, camponeses, pastores e artesãos. Dentre os vários aspectos que os unem, a língua, o Curdo, um ramo próximo da língua Persa, pode ser considerada o aspecto mais marcante deste povo.

Povo Curdo

O povo Curdo espalha-se, principalmente, pela Ásia e Oriente Médio. Imagem: Internet

.

Mesmo numerosos, em todos os Estados em que estão presentes são minoria. Pelo fato de manterem costumes diferenciados e um desejo de formar um país curdo, são discriminados, perseguidos e eliminados. A lista de sofrimento desse povo é extensa.

2002-61-171-48-i010

Imagem: internet

.

O problema é que os Curdos reivindicam a criação de seu país, o Curdistão. Este motivo leva a constantes perseguições por onde estão espalhados. São considerados diferentes, um perigo para a soberania dos países, já que, para a criação do Estado Curdo, países teriam que perder territórios.

sexta-foto

Bandeira do Curdistão.

Turquia

Mais de 14 milhões de curdos se espalham pelo território turco. É o país com maior número desta etnia, e onde também, se travaram anos de lutas, uma verdadeira guerra civil. Para se ter ideia do problema, nas escolas, é proibido o estudo da língua curda. No século XX, surgiu o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, ou PKK,  que, retaliando as pressões do estado, iniciou uma revolta armada a partir de 1984.

Segundo dados oficiais, no período entre 1984 e 2008, o conflito resultou na morte de 32 mil membros do PKK. O número de capturados é  de 14 mil. Entre o  exército o número de mortes é de 6.482 soldados e entre os civis  5.560. Estima-se que 3.000 vilas e aldeias curdas, na Turquia, foram verdadeiramente varridas do mapa, o que representou o deslocamento de mais de 378.000 pessoas. EUA e a União Europeia  consideram o PKK um grupo terrorista, pelas suas ações violentas em busca da liberdade curda.

Irã

No Irã, qualquer pensamento de independência curda é duramente reprimido pelo governo de Teerã. Após a revolução islâmica de 1979, chegou ao poder  o Aiatolá Ruhollah Musavi Khomeini. Uma de suas primeiras atitudes foi declarar uma guerra santa contra o povo Curdo. Até hoje, são discriminados pelo resto da população iraniana,  que os consideram  inferiores e violentos.

عکسی از خمینی.JPG

Aiatolá Khomeini, líder da revolução islâmica no Irã em 1979. Imagem: Wikipedia

Iraque

Neste país, os curdos habitam o norte, uma região muito rica em petróleo, por isso, na década de 1980, sofreram dura perseguição de Sadan Hussein. Para evitar qualquer luta separatista, o líder iraquiano  ordenou um ataque em massa com gás sarin, matando mais de 5 mil pessoas. As imagens desse genocídio são fortes e nem merecem ser reproduzidas. Este ataque ficou conhecido como o Massacre de Halabja.

Hoje, entre todos os Curdos, os do Iraque estão em melhor condição. Após anos de sofrimento, e com o fim da ditadura de Hussein, conseguiram certa autonomia, praticamente são donos dos próprios narizes. O problema agora é o Estado Islâmico.

Saddam Hussein

Saddam Hussein, líder do Iraque, morto em 2006. Imagem:Internet

.

Síria

Desde março de 2011 a Síria vive uma  intensa guerra civil. Mais de 100 mil pessoas morreram, e 2 milhões estão refugiadas. Das entranhas desse conflito emergiu um grupo, extremamente radical, jihadista, chamado de Estado Islâmico. Hoje, os curdos da Síria e do Iraque são a principal força que se contrapõe a este sangrento grupo que promove decapitações transmitidas para todo o mundo. Mais de 100 mil curdos sírios tiveram que mudar de suas casas empurrados pelo avanço dos radicais.

Nosso texto 78 tem como tema o Estado Islâmico, também conhecido como ISIS, confiram. 

Guerreiros curdos enfrentando o Estado Islâmico Imagem: Internet.

.

Vejo com muito pessimismo a chance dos Curdos um dia terem um país. Teriam que se separar de várias nações antes de se juntarem para formar um estado. As chances são pequenas, especialmente em um local do planeta, como Oriente Médio, onde cada metro quadrado de terra é disputado com unhas e dentes, ninguém irá ceder.

http://i.huffpost.com/gen/2174580/images/o-KOBANI-facebook.jpg

Guerra entre os curdos e o Estado Islamico. 

 

No mapa abaixo mostra a área de ocupação de curdos e sua proximidade com áreas de conflitos religiosos. Os dois grupos rivais disputam palmo a palmo cada fragmento de terra.

Área controlada pelo Estado Islâmico. Imagem:www.orientemidia.org

 

Por incrível que pareça, esse conflito na Síria e o surgimento do Estado Islâmico podem ser a solução para os Curdos. A saída pode ser justamente o enfrentamento ao grupo terrorista. Em caso de vitória, se conseguirem barrar o avanço dos radicais muçulmanos, o mundo ficaria agradecido e olharia a causa Curda com um olhar mais simpático. O uso político dessa vitória poderia sensibilizar toda a opinião pública mundial e, com a Síria fragmentada, pode sobrar algum pedaço de  terra para eles.

Espero ter aumentado o conhecimento de todos os leitores. Curtam nossa página no Facebook e compartilhem nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 29.03.2015

4 comments to “20. Curdos, A Maior Nação Sem Estado”
  1. Esses caras deram e estão dando o sangue na luta contra o EI, um território seria mais do que merecido.

    • Com certeza, eles sabem que é uma chance única de conquistarem um território. Deram limões azedos aos curdos, quem sabe poderão fazer uma bela limonada, conquistando em fim seu sonhado Estado, o Curdistão!

  2. A região não é um barril de pólvora a toa… contudo, torço para que esse povo conquiste seu espaço e possa se consolidar em Estado próprio e soberano…
    Valeu, pela informação e possibilidade de reflexão, meu amigo!
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *