148. Território Brasileiro

Como brasileiros, ficamos indignados quando estrangeiros não sabem sequer qual é a capital do nosso país. Nos sentimos injuriados quando acham que o Brasil é somente uma grande floresta. Mas alguém aqui já fez uma autoanálise em relação aos seus conhecimentos sobre o Brasil? Será que a maioria dos brasileiros sabem quantos Km² nossa nação possui? E diferenciar Rondônia de Roraima?

Para afinar ainda mais o conhecimento de nossos leitores, montamos um texto contendo o que de mais importante existe em nosso imenso território.

Extensão

Para início de conversa, nosso país é um gigante, totalizando 8.514.876 km². Somos o 5º maior país do mundo em extensão. Quanto maior um país é, maiores são as chances de existência de recursos naturais. Em nosso caso, temos muitos minérios, florestas, água, além de vasta área fértil para a agricultura. Com a descoberta do Pré-Sal, também entramos no hall de grandes reservas de petróleo.

Abaixo os 6 maiores países do mundo. A partir desses citados o tamanho diminui consideravelmente.

  • Rússia – 17.075.000 km²
  • Canadá – 9.975.000 km²
  • China – 9.600.000 km²
  • Estados Unidos – 9.364.000 km²
  • Brasil – 8.512.000 km²
  • Austrália – 7.700.000 km²

Extremos 

O Brasil é quase equidistante em relação aos eixos Norte-Sul e Leste Oeste, cerca de 4.300 Km cada. Nossos 4 pontos extremos são:

pontos-extremos-do-brasil

Distância entre os dois eixos do Brasil, Norte-Sul e Leste-Oeste. Imagem: Internet

.

É sempre interessante lembrar que a Ponta dos Seixas, na Paraíba, é nosso ponto mais oriental levando-se em consideração o Brasil continental. Existem porções de nosso território mais a leste, como Fernando de Noronha, mas são ilhas.

Hemisférios e fusos

Estamos presentes em 3 dos 4 hemisférios do planeta, atravessados pela linha do Equador e pelo trópico de Capricórnio. Cerca de 93% do nosso país está no hemisfério sul, o restante, obviamente, no norte. Em relação a longitude estamos totalmente no lado oeste do planeta. Nossa latitude varia dos 5º Norte até cerca de 33º Sul. Em termos longitudinais, a extensão vai desde os 35º oeste até um pouco menos que os 75º oeste.

Possuímos 4 fusos horários no Brasil, tema abordado em  nosso blog no texto 80.

Fronteiras

O fato de sermos um país enorme é excelente, porém, nos trás muitas responsabilidades. Nossas fronteiras são incrivelmente extensas, o que praticamente impede uma total fiscalização. Para piorar, grande parte dos nossos limites estão na Amazônia, o que dificulta ainda mais o combate a entrada de armas, drogas e contrabando.

Possuímos incríveis 23.102 km de fronteiras. Desse total, 15.735 km são terrestres, com inúmeros países. A nação que divide conosco a maior fronteira é a Bolívia, como 3.423 km, seguida de Peru: 2.995 km, Venezuela: 2.200 km, Colômbia: 1.644, Guiana: 1.606 km,  Paraguai: 1.365 km, Argentina: 1.261 km, Uruguai: 1.068 km, Guiana Francesa: 730 km,  e Suriname: 593 km.

imgnoticiaupload1357910661814-1

Na América do Sul só não fazem fronteira com o Brasil dois países: Equador e Chile. Imagem: Internet

.

Ainda temos 7.367 km de fronteiras marítimas, também chamadas de litoral. Esse fato nos fornece inúmeras praias para o turismo, em compensação nos escancaram para o mundo exterior, também dificultando o policiamento.

Unidades federativas

O Brasil é uma República, formada por 27 Unidades Federativas, entidades subnacionais com relativa autonomia. São 26 estados e o Distrito Federal, onde está a capital Brasília. Muitas mudanças ocorreram na divisão política do Brasil, como podemos ver no gif abaixo.

.

brazil_states

CLIQUE NA IMAGEM. Assim você poderá ver a evolução do fracionamento do Brasil, desde as capitanias aos estados. Gif: Wikipédia.

.

No mapa abaixo, podemos observar os atuais limites das UF do Brasil e suas respectivas localizações.

estados-brasil

Atual divisão política do Brasil. Imagem: Internet

.

Para ampliar ainda seu conhecimento, o site Geografia Opinativa nos mostra todos os estados do Brasil, suas respectivas capitais, siglas e gentílicos, confiram.

Divisões regionais

Desde o início do século XX o Brasil é dividido regionalmente. Com a anexação de territórios e fracionamento de alguns estados nosso mapa foi se modificando. Atualmente nosso país é dividido em 5 grandes regiões: Norte, Centro Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul. Desde 1988 não tivemos mudanças em nossa divisão. Quem determina essa divisão é o IBGE¹, levando-se em consideração aspectos sócioculturais, naturais (clima, vegetação, relevo) e de atividades humanas. Portanto, os estados pertencentes a uma região possuem elementos em comum.

regioes-do-brasil

Divisão regional do Brasil estipulada pelo IBGE. Imagem: Internet.

.

Divisão Geoeconômica

Paralela a divisão oficial do IBGE, em 1967 o geógrafo Pedro Pinchas Geiger propôs uma nova divisão, na visão de alguns mais apropriada, muito divulgada pelos meios acadêmicos. Desta feita, nosso país é dividido em 3 macrorregiões, chamadas de Amazônia, Centro-Sul e Nordeste. O diferencial desta divisão é que ela não está atrelada aos limites entre Unidades federativas. o norte do estado de Minas Gerais, por exemplo, está inserido no Nordeste. Mais uma vez os aspectos sóciocultural, naturais e econômicos foram utilizados como parâmetros.

brazil_geoecons-svg

Divisão geoeconômica do Brasil. Imagem: Internet

.

É uma divisão bastante interessante, pois nos dá uma visão até mais fiel que a do IBGE, dependente dos limites estaduais.

Novos estados

Existe em nosso país movimentos separatistas. Alguns defendem a criação de novos estados, outro a saída do Brasil. A nossa constituição veda qualquer possibilidade de saída, porém, prevê a criação de novas unidades federativas.

Plebiscitos já foram feitos em relação a este tema, tentando dividir o estado do Pará, sem sucesso. Inúmeras outras propostas tramitam na Câmara dos Deputados, em vários estágios de andamento. Um mapa hipotético do nos mostra como ficaria o Brasil se as propostas de divisão fossem aprovadas.

800px-brasil_novosestados

Mapa mostrando como ficaria o Brasil se as principais propostas de criações de estados fossem aprovadas. Imagem: internet

.

Vemos este mapa acima mais como uma curiosidade do que uma realidade. Como tudo na vida, essas divisões poderiam trazer um desenvolvimento maior aos locais independentes, que teriam governo próprio. Por outro lado, seria necessário gastar fortunas com novas máquinas governamentais, incluindo governadores, deputados estaduais, vários escalões de governo, entre outros.

Em um momento de crise, cortes de gastos em que vivemos, não seria uma aventura muito  interessante. No site da Câmara dos deputados foi divulgado um texto debatendo as implicações da criação de novos estado, confiram.

Espero ter aumentado seu conhecimento. Curta nossa página no Facebook e compartilhe nosso texto! Abraço do Clebinho!

Publicado em 28.12.2016

2 comments to “148. Território Brasileiro”
  1. Discordo de algumas coisas na “geopolítica” proposta.
    Que papo é este de “Triângulo”. Não bastassem a quantidade de estados ainda quer mais? Mais governadores? mais deputados estaduais e federais?
    As propostas de criação de estados são absurdas e casuístas. Abomino todas.
    Particularmente, defendo (e já escrevi sobre isto mas ainda não está publicado) a divisão do Espírito Santo em duas partes (o do Norte e o do Sul), o do norte seria anexado a Minas Gerais e ocupado segundo critérios previstos por Maquiavel para os povos conquistados, o sul seria apensado ao Rio de Janeiro. O país precisa PARAR de ser tratado como Capitanias Hereditárias. Talvez a geopolítica modificada resolva (mas não do jeito descrito neste post).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *